Hospital invadido por moscas passará por nova dedetização

O centro cirúrgico do Hospital Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel, na zona norte do Rio de Janeiro, passará uma nova dedetização no próximo fim de semana, conforme informou o diretor da unidade, Rodolfo Nunes, na tarde desta segunda-feira (19).
Na sexta-feira (16), uma infestação de moscas varejeiras obrigou a suspensão de 16 cirurgias.
Fiscais da Vigilância Sanitária Estadual visitaram o hospital na manhã desta segunda. Eles percorreram as instalações do centro cirúrgico e não encontraram possíveis focos de proliferação das moscas.
No entanto, segundo o diretor da unidade, o órgão recomendou uma nova dedetização no local, que já havia passado por uma limpeza no último fim de semana.
– A Vigilância não constatou nenhum inseto. Eles também visitaram as obras e não encontraram focos visíveis dos insetos.
As dez salas de cirurgia voltaram a funcionar na manhã desta segunda. Segundo o chefe do centro cirúrgico, Edmar Santos, dez operações já foram realizadas.
Evento extraordinário
O diretor do hospital classificou a invasão de moscas varejeiras como “evento extraordinário”, já que nem mesmo a Vigilância Sanitária conseguiu descobrir a origem dos insetos, que se proliferam a partir da decomposição de material orgânico.
– Nós nunca presenciamos uma situação como esta em 30 anos.
O chefe do centro cirúrgico contou que 12 moscas foram encontradas em uma das salas da unidade na sexta-feira.
– Eu ainda me faço perguntas para tentar entender como tantas moscas invadiram o centro cirúrgico.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*

2 − um =